A mentoplastia pode mudar o rosto

mentoplastia

A mentoplastia pode mudar o rosto

Agora vou mudar minha conduta, 
Eu vou pra luta pois eu quero me aprumar
Vou tratar você com a força bruta, 
Pra poder me reabilitar

Pois esta vida não está sopa 
e eu pergunto: com que roupa?
Com que roupa eu vou pro samba que você me convidou?”

 

 

 

Tão singular quanto sua obra, Noel Rosa foi um compositor brasileiro cuja feição povoa o imaginário popular. Basta lembra uma característica única do seu rosto: o ‘queixo pra dentro’. Imagine o impacto que esse tipo de marca pode ter na vida de quem tem o mento – queixo e a área que inclui mandíbula, pescoço e o terço inferior da face – muito avantajado ou reduzido? A mentoplastia é a cirurgia plástica que remodela o rosto, utilizando-se de implantes que aumentam o tamanho do queixo ou o próprio osso, que poder avançar ou recuar, conforme a indicação.

 

Macrogenia & Microgenia

Encontrar o equilíbrio para as linhas da face vai muito além de uma função estética. Em diversos casos, a mentoplastia acaba por equilibrar ou solucionar deformidades funcionais, que são classificadas de acordo com a extensão.

  • Macrogenia: é quando o queixo é proeminente (projetado para frente)
  • Microgenia ou hipomentonismo (confirmar nomenclaturas com o cliente): quando o mento é deficiente ou assimétrico (retraído)   

As funções fazem com que os dois tipos de mentoplastia (para aumento e diminuição) sejam absolutamente diferentes, exigindo muita técnica dos cirurgiões plásticos especialistas. Esse tipo de procedimento pode ser conhecido ainda como cirurgia do contorno cervical, genioplastia ou cirurgia do queixo.

 

Como decidir pela cirurgia?

Ainda que a necessidade de realizar uma mentoplastia pareça estar facilmente identificada, o paciente deve passar por uma minuciosa avaliação médica. Além de avaliar as proporções faciais, pode-se optar por procedimentos associados, a fim de atingir um resultado funcional e harmonioso.

Ainda assim, os critérios não são apenas estéticos. De maneira geral, a mentoplastia exige:

  • Análise do todo, incluindo o rosto e todos os elementos da face
  • Formato da mandíbula e as funções de oclusão
  • Análise do perfil e as medidas faciais
  • A presença ou não de deformidades esqueléticas

Beleza não é sinônimo de simetria

É importante lembrar que, apesar de buscarmos harmonia nas medidas, não existem partes do corpo milimetricamente iguais e, são justamente as singularidades que constroem o a beleza em cada rosto. Ainda assim, visualmente, transmitir uma percepção mais equilibrada nas proporções.

Aliás, para fazer a mentoplastia, uma das relações de medida que o médico considera é entre o queixo e o nariz. Muitas vezes, as pessoas podem ter a percepção de um dos dois elementos é maior ou menor, quando a relação entre eles, a posição e o tamanho do queixo podem ser grandes influencias na aparência. Nesse caso, a aparência mais simétrica entre queixo e nariz costumam delinear um formato mais harmônico.

Conheça nossa lista completa de cirurgias e procedimentos aqui neste link.

Comment ( 1 )

Deixe um comentário