O aumento da mama pode ser um problema sério para os homens. O que costuma ser o desejo de algumas mulheres, para eles, pode ser o gatilho para uma série de questões de ordem pessoal ou problemas que afetam seriamente o comportamento e o convívio social. A ginecomastia, que é a cirurgia de redução de mamas masculina, pode ser a porta de entrada para a academia, a garantia do futebol de toda semana, a compra de roupas mais ajustadas ao corpo, o passe livre para passeios na praia ou para as aulas de natação.

Muitas vezes, a ginecomastia também impacta a vida sexual dos pacientes, já que promove uma aceitação melhor da imagem corporal e pode estar associada aos resultados de cirurgia bariátrica, por exemplo, que também modificam muito o campo mais individual do comportamento masculino. De qualquer maneira, o procedimento auxilia pessoas de todas as idades quando a indicação é feita, acompanhada e recomendada por um cirurgião plástico habilitado.

Por que acontece?

Não se sabe quais são as causas que levam as mamas dos homens a aumentar. Esse desenvolvimento pode ter origem na obesidade e, consequentemente, estar ligado à presença de hormônios, que podem ter sua produção aumentada (estrógenos, hormônios femininos) ou diminuída (no caso dos andrógenos, masculinos).

Uma infinidade de fatores pode levar ao desequilíbrio hormonal, como por exemplo, a presença de tumores na hipófise, glândulas suprarrenais, uso contínuo de substâncias anabolizantes, insuficiência hepática, e etc.

A ginecomastia pode ser a recomendação para os casos em que a condição acomete adolescentes. Os casos podem aparecer entre 14 e 15 anos e até apresentar regressão aos 17, ainda assim, os danos que levam ao isolamento social devem ser considerados e avaliados pelo médico, que será definitivo na tomada de decisão pelo procedimento cirúrgico.

Graus de gravidade

De maneira geral, a análise e recomendação para a ginecomastia também se dá pelos graus de gravidade:

  • Grau 1: as mamas aparentam inchaço e as aréolas são proeminentes. Usar roupas mais ajustadas já incomoda nessa fase
  • Grau 2: o tecido mamário apresenta aumento, extrapolando a região areolar. Os pacientes tendem a se sentir mais incomodados do que no Grau 1, já que o problema afeta toda a região do tórax
  • Grau 3: as mamas são grandes e caídas (ptosadas). Os pacientes relatam incômodo extremo, sendo difícil disfarçar a aparência e podendo causar problemas psicológicos mais severos

Escolhendo o cirurgião

O primeiro passo é sempre buscar o cirurgião plástico e abordar todas as condições que envolvem o problema. A cirurgia requer e pode envolver diversos tipos de técnica, demandando incisões longas, remoção de grande quantidade de pele ou tecido adiposo no local. A ginecomastia resulta em um peitoral mais esculpido, com cicatrizes quase imperceptíveis, posicionadas discretamente.

Conheça nossa lista completa de cirurgias e procedimentos aqui neste link.


Leave a Reply

Your email address will not be published.