Blefaroplastia

Para melhorar o aspecto das pálpebras, que geralmente ficam caídas e dão uma expressão cansada aos pacientes, a Blefaroplastia remove excessos nas áreas ao redor dos olhos, nas pálpebras inferiores, superiores ou ambas; nos locais onde existir sobras de pele.

 

A Blefaroplastia trata condições como:

  • Inchaço nas pálpebras superiores;
  • Dobras ou sobra de pele na pálpebra superior (pele frouxa), que pode prejudicar a visão;
  • Rugas finas, excesso de pele ou queda na pálpebra inferior;
  • Bolsas sob os olhos;

Quais maneiras de fazer Blefaroplastia

Há duas maneiras de fazer a Blefaroplastia: com ou sem corte. Nessa última, o cirurgião plástico utiliza micro agulhas que acabam perfurando o tecido e estimulam a produção de colágeno. Além da aparência rejuvenescida, a técnica ajuda a clarear as áreas escuras da pele.

O Procedimento

O procedimento cirúrgico tradicional pode ser feito com sedação intravenosa ou anestesia geral e as cicatrizes ficam escondidas nas estruturas, são planejadas para não deixar marcas aparentes e acabam por conferir uma aparência bem natural da região das pálpebras.

Para corrigir a queda da pálpebra superior, o cirurgião realiza a Blefaroplastia com uma incisão para remoção do excesso de pele, incluindo nesse procedimento o reposicionamento dos depósitos de gordura, a contração dos músculos e dos tecidos.

Na pálpebra inferior, o corte é feito logo abaixo da linha inferior do cílio e o excesso de pele é removido. O cirurgião também pode esconder uma incisão transconjuntival, que ocultará imperfeições da pálpebra inferior e ajudará no processo de redistribuição ou remoção do excesso de gordura.

Na Blefaroplastia, as suturas podem ser removíveis ou absorvíveis, assim como podem se adesivos de pele. Os resultados aparecem depois que o os olhos desincham e somem os hematomas.

 

Tire todas as dúvidas!

Converse, discuta e pergunte todas as suas dúvidas para o cirurgião plástico. Ansiedade e expectativa com a própria cirurgia, em seus momentos pré e pós procedimento. Além de checar ao máximo as probabilidades de um bom resultado, sempre entendendo que isso se dá de acordo com as condições de saúde e técnicas cirúrgicas empregadas, converse livremente com o seu médico sobre os sentimentos de expectativa e ansiedade que esse tipo de decisão natural pode gerar.

Conheça nossa lista completa de cirurgias e procedimentos aqui neste link.

Perguntas frequentes

Principais dúvidas sobre o procedimento

Correção do excesso de pele, bolsas de gordura e rugas, tanto na parte superior quanto na inferior dos olhos.

É feita uma incisão que segue o contorno natural da pálpebra retirando pele e gordura, aliviando o aspecto cansado e levantando a expressão do olhar.

Localiza-se sob a prega natural dos olhos e nos cílios, ficando imperceptível.

Local com sedação ou geral.

De 1 a 2 horas.

De 4 a 8 horas.

A hora certa de realizar este procedimento nem sempre é determinada pela idade e sim pelo aspecto dos olhos. Existem pessoas que possuem as pálpebras naturalmente caídas, o que pode até comprometer até a visão. Outras possuem bolsas adquiridas pela herança genética. Mas na maioria dos casos, a procura começa a partir dos 40 anos, quando surgem sinais de flacidez e má circulação local.

É preciso realizar todos os exames solicitados pelo cirurgião e informá-lo sobre todos os remédios que faz uso, desde anticoncepcionais até antidepressivos. Na cirurgia, você será anestesiada (o) e alguns medicamentos podem alterar a coagulação levando a um sangramento excessivo. Se estiver tomando medicamentos à base de ácido acetilsalicílico, antigripais, inibidores de apetite, ginseng ou gincobiloba, interrompa o uso 14 dias antes da cirurgia.

Inchaços e hematomas são naturais no início. Evite ao máximo qualquer movimentação com os olhos, inclusive coçar e esfregar, mantendo repouso. O uso de óculos de sol é recomendado, pois a expressão de franzir ao contato com excesso de claridade prejudica a cicatrização. São indicadas também compressas geladas nos primeiros 3 dias. Geralmente, após o 3º dia, não existe qualquer inconveniente em expor-se ao sol ao sair de casa, desde que aplicando o protetor solar FPS 30. Entretanto, para exposições longas (praias, banhos de sol), aconselha-se aguardar um período mínimo de 90 dias. O uso de maquiagem fica liberado após a retirada dos pontos.

Após uma semana, tomando cuidado com a região operada.


WhatsApp chat