Tipos de cirurgia

Existem dois tipos de cirurgias na vulva: a redução dos pequenos e grandes lábios e o aumento ou diminuição do chamado monte de vênus. Todo e qualquer procedimento só deve ser feito quando a mulher já atingiu o amadurecimento hormonal de seu corpo.

O Procedimento

O procedimento cirúrgico é estético, pode ser chamado de ninfoplastia e é indicado quando há necessidade de reparar assimetrias por conta do excesso ou aumento de pele dos lábios vaginais, o que pode causar desconforto durante as relações sexuais ou interferir na autoestima feminina.

O incômodo de muitas mulheres está ligado ao aparecimento desse volume extra sob as roupas, quando elas são justas como as de ginástica, por exemplo. A isso chamamos o Monte de vênus, que é o nome dado a um acúmulo de gordura na região chamada do púbis, a área íntima onde crescem os pelos. Nesse caso, a cirurgia íntima pode ser uma lipoaspirada ou um enxerto de gordura nessa região, com o objetivo de atingir simetria também estética.

Consulte o médico

É muito importante salientar que a cirurgia íntima feminina não deve ser uma decisão tomada para atingir a algum padrão de beleza e as pacientes devem conversar sobre suas angústias, ansiedades e dúvidas com o médico. O procedimento pode e deve ser orientado e nenhum aspecto dessa discussão é irrelevante.

Diminuição do clitóris

Outro tipo de cirurgia íntima feminina, mais delicada e rara nos consultórios de cirurgia plástica, é a de hipertrofia clitoriana. O clitóris tem cerca de 0,5 centímetros e esse tamanho pode variar entre 1 ou 1,5 cm. Ainda assim, algumas mulheres podem incomodar-se com o tamanho do órgão e buscar diminuí-lo.

Nesse caso é ainda mais importante conversar com o médico sobre o desejo de realizar uma cirurgia íntima, já que o clitóris é responsável pelo prazer da mulher, equivale à glande no homem e um erro pode ser irreversível, interferindo para sempre a atividade sexual.

Reconstituição do hímen

O que não é procedimento na área externa da vagina, a vulva, pode ser conhecido como cirurgia íntima. No caso da mudança do aspecto estético no hímen ocorre quando ele se rompe e, eventualmente, as abas ficam atrofiadas. O cirurgião plástico cuida de reavivar esse tecido, dando pontos no local.

Em geral, as cirurgias íntimas femininas podem deixar cicatrizes como uma cesárea, quando é realizada uma ressecção da pele, o que faz com que as marcas sejam muito pouco perceptíveis pela sua localização. No caso de haver lipoaspiração na região íntima, a cicatriz é mínima.

Conheça nossa lista completa de cirurgias e procedimentos aqui neste link.