Sim. A redução das mamas pode acontecer junto com a colocação de uma prótese que dê sustentação e equilíbrio ao resultado no colo, de acordo com o biotipo da paciente.  

 

A mamoplastia redutora pode ser o procedimento indicado para pessoas que querem melhorar a aparência caída dos seios. E o cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (confira aqui o nome do médico) é quem deve indicar este tipo de procedimento e fazer uma avaliação detalhada do estado de saúde da paciente, além de orientar e acompanhar o processo.

 

Outro aspecto é o comportamental. Nunca se deve pensar em fazer uma cirurgia para adequar o corpo a padrões, impostos culturalmente. Conheça a Jornada do Paciente. A decisão sobre uma cirurgia plástica precisa ser tomada em conjunto com o médico, com uma expectativa realista das possibilidades de resultado.

 

Para conseguir uma aparência de maior projeção das mamas, a inclusão das próteses se torna uma ‘aliada’. Esteticamente, a cirurgia de lifting (levantamento) dos seios sem a colocação deste volume também é uma opção a ser considerada.

Sutileza e cuidado para tomar uma decisão

A avaliação cuidadosa da paciente e os aspectos mais sutis como a autoimagem, os traços da autoestima, e que envolvem a decisão de fazer a cirurgia são considerados.

 

  • Lembre-se 1: Além de consulta e avaliações detalhadas, o cirurgião plástico pode ajudar a orientar a decisão colocando a sua experiência profissional e humana à serviço do (a) paciente; prevendo os procedimentos no pré e pós-operatório; fazendo acompanhamento, na medida em que vai sanando dúvidas. Conte com seu médico em todo o processo: da tomada de decisão à ida para casa.

 

  • Lembre-se 2: Depois da cirurgia, entre as muitas etapas de recuperação do tecido, os cirurgiões plásticos também recomendam a utilização do sutiã cirúrgico, explicando o motivo pelo qual o período de uso é tão importante. Siga rigorosamente as orientações.

Este sutiã é colocado logo após a cirurgia. É uma acessório que pode ser retirado para higienização e deve ter o tempo de uso determinado pelo médico.

 

Pode-se dizer que 45 dias seja uma média de tempo para utilização. Mas isso depende de cada caso e exige que a paciente tenha, no mínimo, dois sutiãs cirúrgicos. Assim, cada peça pode ser lavada, sem interromper o uso.  

 

Busque sempre a orientação médica.

 

DR SPÍNDOLA

CRM 92759

*Residência Médica em Cirurgia Geral por 2 anos no Hospital do Servidor Público Municipal (HSPM) de São Paulo.
* Residência Médica em Cirurgia Plástica por 3 anos no Hospital do Servidor Público Municipal (HSPM) de São Paulo.
*Especialista em Cirurgia Geral pelo Conselho Federal de Medicina (CFM).
*Especialista em Cirurgia Plástica pelo MEC – Ministério da Educação.
*Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).