Gluteoplastia

A estética brasileira tem muito ou quase tudo a ver com a procura por gluteoplastia, a cirurgia plástica que aumenta o bumbum. O procedimento consiste na inclusão de próteses de silicone nas nádegas, que podem modelar, dar firmeza, uma silhueta mais projetada e arredondada. Mas lembre-se: é uma decisão pessoal, que precisa estar alinhada com o desejo íntimo do paciente e auxiliar no aumento da autoestima.

Além de ser sempre uma campeã no ranking das cirurgias plásticas mais buscadas pelas brasileiras, a gluteoplastia não deixa cicatrizes visíveis. O cirurgião plástico faz um pequeno corte na área chamada de interglúteo, que é a região que separa os dois lados do bumbum, para inserir a prótese.

 

Por que colocar próteses?

A gluteoplastia é uma cirurgia de aumento, procurada geralmente:

  • Por quem tem um glúteo diferente do outro, assimétricos
  • Por quem tem pouco volume
  • Por apresentar estrutura óssea ou muscular pouco desenvolvida, decorrente de algum problema de saúde
  • Por perda de volume, normal do processo de envelhecimento
  • Por quem deseja melhorar as curvas corporais de uma maneira geral, alcançando curvas mais sensuais
  • Por quem busca aparência e contorno corporal mais tonificado

 

Decida junto com o médico

Diferente da prótese mamária, a região do bumbum tem menos possibilidade de extensão, menos elasticidade de pele e conta com uma camada de gordura maior. O preenchimento é feito de silicone macio, sólido e aprovado por órgãos reguladores internacionais, como o FDA (Food and Drug Administration).

Além de influenciar na estratégia cirúrgica, o tamanho das próteses precisa atender não só as expectativas da paciente quanto um conjunto de fatores objetivos e subjetivos, avaliados cuidadosamente pelo especialista médico. Tonicidade, ou seja, flacidez ou sobra de pele, biótipo, altura, simetria e as motivações que levaram à busca pelo procedimento.

Ao decidir por uma gluteoplastia, é extremamente importante conversar com o cirurgião plástico sobre as angústias, aspectos advindos da percepção da autoimagem, expectativas quanto ao resultado, além de todo o protocolo de avaliação clínica, pelo qual o médico seguirá. Todo esse processo pode e deve se dar dentro do consultório médico, contando com apoio profissional e específico.   

Conheça nossa lista completa de cirurgias e procedimentos aqui neste link.

 

Perguntas Frequentes

Principais dúvidas sobre os procedimentos

Pacientes com nádegas pequenas, pouco desenvolvidas ou que passaram por processo de emagrecimento.

O corte é feito acima do cóccix por onde a prótese será introduzida.

Fica na prega natural das nádegas e pode ser camuflada dentro do biquíni.

Peridural.

De 1 a 2 horas.

A função da colocação de próteses nos glúteos é dar volume ao bumbum. Para quem deseja modelar o contorno é mais indicado associar a uma lipoescultura.

É preciso realizar todos os exames solicitados pelo cirurgião e informá-lo sobre todos os remédios que faz uso, desde anticoncepcionais até antidepressivos. Na cirurgia, você será anestesiada (o) e alguns medicamentos podem alterar a coagulação levando a um sangramento excessivo. Se estiver tomando medicamentos à base de ácido acetilsalicílico, antigripais, inibidores de apetite, ginseng ou gincobiloba, interrompa o uso 14 dias antes da cirurgia.

Durante os primeiros 15 dias a (o) paciente dormirá de bruços, podendo sentar com muito cuidado. Uma calcinha especial em formato de fio-dental será utilizada juntamente com calça justa para marcar o sulco entre as nádegas, promover a aderência da pele e acelerar o processo de cicatrização.

Após 20 dias. A prática de exercícios só deve ser retomada após 30 dias, com movimentos leves. Para exercícios de “alto impacto”, o ideal será esperar 60 dias.